|

O que faz um Procurador Federal?

Tudo o que você precisa saber sobre a carreira pública que deseja seguir

Escolher uma profissão não é tarefa fácil para ninguém, inclusive para o concurseiro que dedica muito tempo de estudo para conquistar o tão sonhado emprego público.

Para esta edição, vocês conhecerão mais sobre a carreira de um Procurador Federal. O autor da Editora Impetus e também Procurador Federal há 15 anos, Adriano Almeida Figueira, fala sobre o dia a dia dessa carreira. Confira!

Quais as principais funções de um Procurador Federal?
O Procurador Federal é responsável pela representação judicial das autarquias e fundações públicas federais, ou seja, é o advogado dessas entidades. É responsável também pela consultoria e assessoria jurídica da administração pública indireta federal.

Quais os principais desafios?
A carreira de Procurador Federal é relativamente nova. Antes de sua criação, cada autarquia e fundação tinha sua própria Procuradoria, sem uma sistematização, sem um organismo jurídico. A partir da gestão do Dr. Gilmar Mendes, hoje Ministro do STF, a AGU absorveu as Procuradorias autárquicas e houve um nítido ganho institucional, inclusive com melhor aproveitamento da força de trabalho, porque havia locais com carência e outros com pessoal ocioso. O principal desafio da carreira é prosseguir na consolidação desse modelo. Hoje, lutamos pela implantação de uma sede própria, onde todos trabalhemos juntos, para evitar rotinas, layouts e divisões de trabalho contraproducentes.

Como é o dia a dia desse profissional?
O dia a dia do Procurador Federal tem muitos desafios. São muitas intimações, há a necessidade de se produzir muitas peças processuais, de atender a uma rotina de trabalho que exige velocidade e muita técnica. Os concursos não estão aí por acaso: precisamos de gente capacitada, boa de trabalho.

Esta profissão pode ser estressante? Por quê?
Em certa medida, sim. Há muitas tarefas a serem realizadas a cada dia. Mas, de outro lado, a cobrança é feita sobre resultados, sobre tarefas. Não há, por exemplo, muita rigidez na cobrança de horários. Depois de um tempo, não nos estressamos tanto.

O Procurador Federal pode se especializar em alguma área? Como isto ocorre?
Acredito que os Procuradores Federais são, talvez, a carreira jurídica mais especializada. Isto porque o Procurador pode ficar a carreira inteira numa área bem específica. Eu, por exemplo, sou Procurador há quase quinze anos (tomei posse em março de 1997), e durante quase todo esse tempo trabalhei com contencioso de benefícios previdenciários. Fora um ano e 5 meses em cobrança de dívida ativa previdenciária, mais um ano e 6 meses em cargos de chefia, e dois breves períodos em contencioso imobiliário no INSS, estive sempre em contencioso de benefícios.

O senhor considera a prova para passar neste concurso difícil? Qual o processo que o senhor passou até chegar a Procurador?
A prova é bem difícil, porque exige conhecimentos em muitas áreas bastante específicas, por exemplo, Direito Previdenciário, Direito Ambiental, Direito da Regulação, porque quando se faz o concurso ainda não se sabe onde o Procurador atuará, se no INSS, no IBAMA, em alguma agência reguladora etc. Na minha época, o concurso foi para a Procuradoria do INSS, eu entrei ainda como Procurador Autárquico. Hoje o concurso acaba por ser mais exigente, por causa dessa enormidade que se tornou o seu conteúdo programático.

Qual é para o senhor o maior obstáculo para os concurseiros que querem seguir esta carreira?
A necessidade de se conhecer ramos do Direito muito especializados é um desafio aos candidatos. Isso exige preparação específica para o concurso de Procurador Federal, porque muitos temas não são abordados em outros concursos jurídicos.

Há alguma disciplina que se precisa estudar mais para se
preparar para as provas?

Minha percepção é que se deve ter uma base muito forte nas matérias que são comuns a vários concursos: Processo Civil, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Tributário. Isso porque o candidato pode adaptar planos de estudos para muitos concursos quando está bem nesses temas. Uma área mais específica pode ser reforçada quando o concurso a ser realizado fica definido.

Qual mensagem o senhor daria aos concurseiros que estão estudando para passar em um concurso, mas ainda não obtiveram sucesso?
Estudem. Há algo de bom esperando por vocês. Esforço nunca é em vão. O que vocês aprenderem lhes servirá para muito mais do que apenas a aprovação: lhes ajudará no exercício do cargo, ou na advocacia.

Short URL: http://www.estadodedireito.com.br/?p=17777

2 Comentários para “O que faz um Procurador Federal?”

  1. Ajudou muito a entender o que faz um Procurador Federal, interessante.

  2. Ótima reportagem.

Comente:

  • Projeção

Compartilhar e comentar